domingo, 17 de janeiro de 2010

As bodas de Caná

« Naquele tempo, realizou-se um casamento em Caná da Galileia e estava lá a Mãe de Jesus. Jesus e os seus discípulos foram também convidados para o casamento. A certa altura faltou o vinho. Então a Mãe de Jesus disse-Lhe: «Não têm vinho». Jesus respondeu-Lhe: «Mulher, que temos nós com isso? Ainda não chegou a minha hora». Sua Mãe disse aos serventes: «Fazei tudo o que Ele vos disser».
S. João (Jo 2,1- 5)

A festa de um casamento!
As bodas de Caná são sinal do inicio da Nova Aliança. Uma ocasião privilegiada, que nos ajuda a compreender a relação de amor que Deus estabeleceu com o seu Povo, que estabelece connosco… Maria é a ponte da alegria e da salvação: traz o filho de Deus ao mundo e ajuda-nos a beber o vinho novo do Reino.
«Não têm vinho». O vinho era o sinal de alegria e tantas vezes deixamos que a nossa alegria acabe por falta de solidariedade, de empenho e de fé… Jesus vem até nós para por fim, às alegrias e motivações passageiras, de que andamos muitas vezes à procura e não nos ajudam a caminhar.
Este vinho é diferente, pois aquelas talhas que serviriam para o ritual da purificação foram “cheias” de significado! O vinho que mais tarde passa a ser presença da verdadeira alegria e festa que é Jesus Cristo, vem da água que é símbolo da pureza e que surge do baptismo, este novo vinho renova-nos para sempre.
Sejamos então, sinal vivo desta festa e deste milagre do AMOR de Deus e façamo-lo transparecer através dos nossos gestos. Em Jesus está a certeza de um futuro melhor, de alegria e festa.

Um comentário:

CRISTÃO disse...

"Parabens pelo seu trabalho. Eu também estou desenvolvendo uma reflexão das bodas de Cana, no meu blog: cremosnosenhor.blogspot.com; sem duvida é uma das perolas do evangelho!"