terça-feira, 11 de março de 2014

A Espiritualidade Inaciana como inspiração

ENCONTROS COM A ESPIRITUALIDADE INACIANA


S. Inácio vê uma bondade intrínseca em todas as manifestações do mundo visível. Para ele, não existe um dualismo entre homem e natureza, pois tudo é pensado e sentido globalmente a partir de Deus.
A originalidade de S. Inácio está em “olhar” a Criação a partir de Deus, “com os olhos do Amor”. A partir de Deus, o ser humano encontra seu lugar e sua relação com a natureza. Respeitando a singularidade de cada criatura e de seu estado vegetativo, sensitivo e racional, a beleza de Deus se faz presença, se visibiliza...
O olhar contemplativo sobre a realidade, ativa em nós o assombro, a admiração, o espanto. Diante da sacralidade da vida e do ser humano, diante das maravilhas do universo, o assombro é a única atitude condigna.
As criaturas existem e são sustentadas pela força omnipotente de Deus.

Pe. Renato, SJ 
Ciclo de Espiritualidade - Manaus


Um comentário:

Miguel Nuno Peixoto de Carvalho Dias e Maria do Céu Jordão Morais Carvalho Dias disse...

Acompanho o vosso blogue. Muito interessante. Temos um blogue (Covilhã - Subsídios para a sua História, baseado no espólio do covilhanense Luiz Fernando Carvalho Dias, que estudou nos vossos colégios, onde estamos a apresentar informações sobre jesuítas covilhanenses. Gostávamos de terminar com alguma informação sobre o vosso papel, hoje, na Covilhã. Será possível?

Cumprimentos